Fonte de Dados

1. Acessando as Fontes de dados

Clique no ícone Fontes localizado no menu do Studio.



Existem três tipos de fontes de dados principais:

Bucket da aplicação atual: é representado pelo balde vermelho
Buckets de outras aplicações: representados por um balde preto
Fontes de dados externas: podem ser os bancos de dados MySQL, MemSQL, MariaDB, SQL Server, PostgreSQL e Oracle.

Para acesso a fontes externas, é necessário que um usuário Administrador realize a conexão com o banco de dados, e libere permissão para o usuário desenvolvedor ou para um grupo de usuários. Para acessar tabelas de outras aplicações do Gaio, também é necessário que um usuário Administrador realize o compartilhamento.

2. Importando tabelas de CSV/TSV e Planilhas

Arquivos TSV/CSV e Planilhas também podem ser utilizadas como fontes de dados após a realização da importação do arquivo no menu Arquivos

Acesse o menu Arquivos > Inputs e selecione o arquivo desejado.
Clique e arraste o arquivo para a área do Canvas. A tarefa de visualização do CSV irá abrir automaticamente.
Se necessário, formate as colunas.
Selecione o Tipo de Importação.
Dê um nome para a tabela que será gerada no Gaio.
Salve , ou salve e execute a tarefa.

3. Conectando à Bancos de Dados

Após realizado os procedimentos necessários mencionados no primeiro tópico desse artigo, clique sobre uma fonte de dados externa. Elas são diferenciadas através do ícone correspondente ao banco de dados que ela pertence. No exemplo abaixo conectaremos a um banco de dados MySQL.



Clique sobre a tabela desejada e arraste para o Canvas. O ícone referente ao banco de dados utilizado, com o nome da tabela escolhida ficará disponível para utilização.

Em seguida, clique sobre a tarefa com o botão direito ou esquerdo do mouse, e selecione uma das opções de acesso à tarefa de Consulta.



Na tarefa de consulta, selecione as colunas a serem importadas, nomeia a tabela, salve , ou salve e execute a tarefa . Nesse momento os dados serão trazidos para uma tabela Gaio.



Adicione todas as colunas de uma só vez.
Selecione as colunas desejadas.
Nomeie a tabela.
Salve somente.
Salve e execute a tarefa, gerando a tabela desejada.

Finalizada a execução, o ícone da tarefa Consulta, e o status do processo ficarão verdes.

4. Usando Tabelas

Após a trazer os dados da consulta de um banco de dados para a tabela do Gaio, seu uso não se limita ao processo que a criou. Basta clicar e arrastar para qualquer novo processo as tabelas do bucket (aplicação) atual , de buckets compartilhados (outras aplicações do Gaio) ou ainda de uma fonte externa com o intuito trazer dados a partir de uma nova consulta.



5. Explorando Tabelas

É possível explorar as tabelas facilmente no Gaio. Basta clicar duas vezes em qualquer tabela, até mesmo em tabela de Bancos de Dados.



Vamos navegar por todas as opções presentes nesse ambiente, começando pelo menu de opções.

5.1 Menu Superior



Home: retorna à home do Gaio.
Voltar: Retorna ao Studio da aplicação.
Informações da aplicação atual



Atualiza dados da tabela.
Visão de toda a tabela.
Visualiza metadados das colunas.



Visualiza as estatísticas de colunas numéricas da tabela.



Frequências.

Na tela de Frequências, ao clicar sobre as colunas, o Gaio apresenta:

Linhas (n.º de linhas): Quantidade de vezes que aquele valor (texto, número ou data) se repete;
Linhas (%): Contagem percentual do valor em relação ao todo;
Acumulado (%): Soma acumulada das porcentagens;
Coluna selecionada.



Ainda na mesma tela, perceba que a os valores coluna selecionada podem ser clicados, e ao clicar é aplicado um filtro na visualização.



Se em seguida selecionar outra coluna, os dados apresentados corresponderão ao resultado aplicada a condição do filtro.



Veja no vídeo abaixo, um exemplo dessa navegação.

Atalho para a tarefa de consulta.

5.2 Demais opções de navegação



Filtros aplicados na visualização.



Aplique filtros na tabela selecionando a coluna, o critério e o valor a ser filtrado.

Quantidade de linhas da tabela.

Quantidade de linhas visualizadas por página.

Filtro na visualização por tipo ou nome da coluna.



Estatísticas sobre a coluna

Frequência para campos de texto.



Demais estatísticas e histograma para campos numéricos.

Este artigo foi útil?
Cancelar
Obrigado!